9 - DENSITOMETRIA ÓSSEA

A osteoporose é uma doença metabólica caracterizada pela redução da densidade mineral dos ossos e por alterações na sua arquitetura, que acomete um número muito grande de brasileiros, principalmente a partir dos 50 anos de idade. A alteração mineral deixa os ossos mais porosos e suscetíveis à fratura, principal consequência da osteoporose.


O diagnóstico precoce é essencial para o tratamento da osteoporose e para a prevenção das fraturas relacionadas. Nesse sentido, é fundamental a realização da Densitometria. O exame é rápido, indolor, não exige preparo especial e envolve mínima quantidade de radiação. É capaz de quantificar a massa óssea e informar qual o risco que aquele indivíduo apresenta de vir a sofrer uma fratura osteoporótica. Rotineiramente, as regiões estudadas são o colo do fêmur (local onde as fraturas estão relacionadas às complicações mais graves) e as vértebras lombares (onde a perda óssea costuma ser maior e mais rápida). Essas duas regiões geralmente são suficientes para refletir o que acontece em todo o esqueleto.